La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / Hibrida / UMA BRUMA CHAMADA DISTÂNCIA

 Imprimir  Recomendar
  [C:203001]

UMA BRUMA CHAMADA DISTÂNCIA


Distância quão flexiva e feminina pode ser.
Parece guardar em si a delicadeza de uma bruma.
Porém é a distância uma nuvem densa que rompe elos: acaba sentimentos e apazigua ressentimentos.
É caminho de mão única que leva adiante. E ao longo, vão se apagando aos rastros que possam fazer volver.
Comparável a véu nebuloso limita e traz consigo a aparência sinistra do medo de nunca mais tornar a ver.
Ainda assim, nada mais eficaz que ela - Distância.
Como se fora braços, embala quem lágrimas derrama até a última secar.
É medianeira no aprendizado daquele que quer reaver.
Na terapêutica da dor tratamento mais eficiente ainda não há.
Contudo é a distância uma eficácia de braços toscos e gosto amargo.
Ou talvez apenas uma bruma tênue e delicada...
Se assim a querem perceber.

Texto agregado el 04-05-2006, y leído por 120 visitantes. (1 voto)


Lectores Opinan
2007-12-06 16:37:22 La musicalidad de tu poesía es patante; la fuerza (potenciada por el idioma) es constante; y ciertamente el tema la distancia es esa bruma que en ocasiones necesitamos para dejar de ver, para dejar de sentir... de sufrir. GRINCHE_JOVEN_
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]