La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / NOS DEVANEIOS DA PAIXÃO.

 Imprimir  Recomendar
  [C:224660]

Prometeste-me, não importando a ocasião.
Na alegria ou na dor, que junto a mim sempre estarias.
E hoje quando mais de ti necessitei mais uma decepção.
Que triste! Eu muito te procurei, todavia, não te encontrei.
Para sempre teu amor me prometeste...

Disseste-me que tentarias até conseguir
Fazer-me constantemente maneira gostosa sorrir.
E se eu chorasse minhas, lágrimas, prometeste secá-las.
Porém, hoje por tua causa com tristeza intensamente chorei.
Como adolescente com tuas promessas, de imediato, me encantei.

Entretanto não, não me enganaste - Logo percebi! Embora maduro, Assemelhava-te a um menino em primeiro vôo, nos devaneios da paixão. Gostei e deixei-me seduzir.
Mas asseguro-te, eu já sabia, o que me prometias não poderias cumprir...
Tuas promessas, elas, as fiz minhas, e na rotina para ti me pus a realizá-las.

Então, pelos dois comecei a amar.
Será que consegues lembrar as vezes que teu rosto acariciei,
E cada lágrima tua que com os meus beijos sequei?
Ah! Não imaginas o quanto que minha vontade de chorar
Eu tive que disfarçar e junto a ti de ações tolas gargalhar.

Que pena!
Ainda hoje, como uma criança, segues a brincar!
E hoje em minha precisão contigo não pude contar.
Contudo, apenas lamento!
Incluso por não ter podido ocultar essa dor assola meu coração.

Texto agregado el 27-07-2006, y leído por 119 visitantes. (1 voto)


Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]