La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / TAL QUAL UM ESPANTALHO

 Imprimir  Recomendar
  [C:262750]

Sinto-me como um espantalho,
Que embora recheado é, entretanto, totalmente seco,
Desde que elas minhas cativas lágrimas secaram.

Companheiras de tantos momentos foram-se.
Deixando-me apenas esse estranho sentimento,
Resultante da mescla de inércia e indiferença.

Semelhante a um espantalho que em meio a tanto
Prossegui inerte e indiferente, assim me encontro,
Também, sem elas minhas companheiras cativas.

Amedronta-me esta sequidão!

Pois são para mim as lágrimas, a expressão pura dos sentimentos, que já não podem ser contidos pelo coração.
Na tristeza abrandam e desafogam a alma e na alegria
são explosões da mais ardente satisfação

Quero chorar pelo espectro plasmado pelo meio famélico, que me transformei. Contudo já não consigo.
Tolheram-me, as conveniências, todas as minhas lágrimas
E assim tal qual a um espantalho tenho que seguir afugentando minhas emoções.

Texto agregado el 08-01-2007, y leído por 131 visitantes. (1 voto)


Lectores Opinan
2007-01-08 17:10:34 ?????... alguien sabe de un buen traductor en línea portugués/español para poder votar y opinar objetivamente? _marcelo
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]