La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / ANJO TRAVESSO.

 Imprimir  Recomendar
  [C:303631]

Derretia-me ao toque de tuas carícias.
Num entorpecimento louco me resvalava na estreiteza dos teus braços.
Lânguida, e, meio alucinada me deixava estanque na extensão do teu corpo;
Contemplando-te, extasiada, como se fora um anjo, somente meu.

Enquanto tu...
Nada mais era que a mais bela e prazerosa alucinação,
Fruto de minha abstração em momento de imensa saudade.
Anjo travesso que me arrebata a compostura e que me faz delirar.

Anjo, anjo meu, remanescente, és tu em minhas lembranças.
Causando-me desvario, me bolinando, quando me ponho a sonhar.
Anjo efêmero, não obstante, encheu-me de prazer, amor contigo fazer.
Hoje só em sonho, todavia, encanta-me novamente ao teu lado estar.

Quanto a ti... Anjo meu!
Meus sentimentos, de puro carinho, que eles possam te alcançar.
E a certeza de que permaneceras em mim. Meus sonhos são privativos.
Porquanto, poderei, onde quer que eu vá, comigo te carregar.

Texto agregado el 25-07-2007, y leído por 176 visitantes. (2 votos)


Lectores Opinan
2007-07-30 15:35:46 Derretia-me ao toque de tuas carícias. Num entorpecimento louco me resvalava na estreiteza dos teus braços. Lânguida, e, meio alucinada me deixava estanque na extensão do teu corpo; Contemplando-te, extasiada, como se fora um anjo, somente meu. .. angelo_caduto
2007-07-28 04:20:55 nao me eche o saco i_s
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]