La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / O AMOR EM AÇÃO.

 Imprimir  Recomendar
  [C:338673]

Do amor deriva a ação Amar.
Numa constância inflexível, visto que quando se ama verdadeiramente não se ama mais, ou se ama menos.
Segue uma escala de grandeza infinita – Uma vez que se ama, Ama-se, para sempre, ou nunca se há amado - o sentimento era outro.

Virtuoso o amor
É espera paciente e continua, porém, não se compraz com o comodismo e com a indisciplina, tampouco, é displicente.
Não prescinde de recursos, contudo, não comunga com as misérias, por pautar-se por outros valores.
Não anarquiza e não é totalitário;
Não é devoluto, mas, legado Divino;
Não se determina como começo, meio ou fim, em razão de ser essência.

É soberano, por excelência, sem ser ditatorial.
Todavía, avoca para si a qualidade de incondicional, sine qua non, ou seja condição indispensável, comprobatória do verdadeiro amor.

É por ser ele, o Amor, essência, constitutivo da natureza das coisas, que se pode com facilidade entender que:
Não existe escuridão, mas apenas falta a presença de algo ou de alguém que faça claro o ambiente - O que existe em realidade é a luz.
Também, não existe o frio – “O zero absoluto é a ausência total e absoluta de calor, todos os corpos ficam inertes, incapazes de reagir - é o calor e não o frio que faz com que tal corpo tenha ou transmita energia” - Então o que existe é a ausência de calor.
O ódio e a violência são apenas conseqüências da falta de fé, é simplesmente a ausência do bem, em todas as suas nuanças, que leva às ações contrarias ao amor – O ódio e a violência são sentimentos fomentados pelas condutas do Homem e aqueles que propalam tais paixões são em realidade enfermos, passível de cura, e que ainda não aprenderam a amar.

O Amor é sabedoria máxima.
É tolerante, não obstante, não se coaduna com a ignorância.
É respeitador dos limites, das necessidades e das vontades do amado.
Todavia, a ação Amar, por amor, é sobre tudo marcha Progressista, sem produzir alteração arbritariedades contrárias ao essencial, ou ideologias enigmáticas.

E se eu não te amasse tanto assim! Jamais teria descoberto as maravilhas ocultas pela ignorância, que somente, o amor ação, faz se materializem e sejam apreendidas.

No entanto, faltam-me, ainda, muitos porquês, a serem compreendidos, pois ao coração lhe cabe as razões que a própria razão desconhece.

Tente apenas entender! Que quanto mais aprendo, por conseguinte, tudo mais claro fica...

E por te amar tanto assim! O escuro se fez iluminado para mim, a minha crença se dilata me acendendo a esperança no porvir, enquanto, os meus atuais dias de aprendiz me encantam, dentro de uma racionalidade terna, que me limpa às magoas.

¡Fíjate!
Eu sigo te amando, Anjo!
Uma vez que se ama, Ama-se, para sempre, ou nunca se há amado - O sentimento era outro.

Texto agregado el 21-02-2008, y leído por 138 visitantes. (1 voto)


Lectores Opinan
2008-02-21 17:09:56 mas há muitos amores que não conseguiram ser eternos, ...será que não houve a transformação deste sentimento, já que tudo muda nesta vida? ou então se o sentimento era outro, há muito pouco amor verdadeiro...eu cá comigo penso que há várias maneiras de amar, já que somos diferentes uns dos outros e bem complicados ...gostei muito do texto...para refletir ***** nocheluz
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]