La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / ESPECIALMENTE, HOJE! (PROSA/SÉRIE - ERÓTICOS)

 Imprimir  Recomendar
  [C:372167]

Hoje, especialmente, hoje!

Todo o meu amor por ti revela-se de maneira voluptuosa, acariciante e envolvente.

Descompassa-se o meu coração e um furor faz arder-me no íntimo, ao mesmo tempo o movimento lascivo e prazeroso das minhas entranhas exterioriza esse sentimento exclusivo e sensual de minha paixão sem amarras por ti.

Libidinosos são os meus pensares, e os instintos de mulher adulta, me tomam satisfatoriamente - Desconheço-me!
Nesse momento esqueço de toda a castidade, se afasta de mim a abstinência de pensamentos e atos deixando lugar à desordem, dessa atração, de fato quase pecaminosa, que me liga por amor ao teu ser corpóreo.

Já não me dou conta do certo ou errado, da pureza ou do pecado, do passado ou do presente, porque o meu sangue é torrencial e se esparge ligeiro reanimando todas as minhas artérias, incitando todas as glândulas. Meus hormônios lubrificam-me e me predispõem ao mais excitante da luxúria do prazer Apenas sinto-me ensandecer na necessidade dessa conjugação de corpos, que me subtrai da realidade!

No clímax erótico dessa paixão há intensidade fazendo vibrar todo o meu ser. Lava-me o corpo desnudo o suor abundante dessa sensualidade descomedida, que dormitava, até então, não obstante latente, que especialmente hoje resolveu por si e para si, se manifestar febricitante.

Esta calidez, na qual me encontro, sublima as emanações do que estou sentindo e faz meu cheiro se exalar em toda a sua feminilidade fazendo se reconheça à mulher destes instantes. Pura num amor casto, inclinado por inteiro, a ti!

Hoje, especialmente, hoje! Desejo-te por completo, ardentemente!
E em toda a sua voluptuosidade quero contigo o amor fazer, como se fosse a primeira, senão, a última vez!

¡Apúrate!
Y, al tiro, ven y tómame, porque te quiero como jamás te quise en otros tiempos

Desejo-te,
Sem fronteiras e em qualquer língua!

Texto agregado el 25-09-2008, y leído por 245 visitantes. (1 voto)


Lectores Opinan
2008-09-25 17:39:28 Deconheço-me! eu tamen...leyendo en portugués y sintiendo un calorcito sensual con tus relatos.+++++ crazymouse
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]