La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / MUDANÇA.

 Imprimir  Recomendar
  [C:397443]

Ademais das caixas abarrotadas de tudo o que não se quis se desfazer pelo fato de que se desapegar não é tarefa fácil de ser cumprida -, e dos cômodos preenchidos, neste instante, por incômodas caixas, nas quais os pés que perambulam entre as peças desmobiliadas e vazias de risos, sonhares e muitas vezes rinhas; que os enchia de animus, ou num simples dizer não mais que Vida!
Por mais que se queira ou se vislumbre a necessidade e a urgência de realização Mudança é em regra passagem que se trilha desconfiando-se, do caminho. Porque, o desconhecido é tal qual lamparina de frouxa luz que não permite se veja com clareza.

É, quando um misto, de um não sei que, e um não sei quanto, toma de assalto o viajor, em estrada estranha. Traduzindo-se numa mescla de alegria, expectativa, tristeza e solidão que se faz companheira do que está em mudança, fazendo se sinta maior a falta de tudo aquilo que pelo imperativo da impossibilidade fora deixado para trás, até que o novo se torne conhecido e rotineiro.

Também, é quando algumas, muitas, lágrimas caem pelo caminho, e, sobre as caixas amontoadas no vazio lacrando-as, como se fora um nobre brasão, ou nada mais, que um simplório cristalizar de lembranças e esperanças, fechando um ciclo enquanto firma outro; entre estes a obrigatoriedade de transformações e, sobre tudo, tolerância.

Texto agregado el 24-03-2009, y leído por 123 visitantes. (0 votos)


Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]