La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / HÁ DIAS EM QUE SE TEM FOME DE DOCE... (SÉRIE CRÔNICAS)

 Imprimir  Recomendar
  [C:489382]

Há os que, parece se está estacionado diante do farol, entre o vermelho e o amarelo, na indiferença, pouco importa que o verde enseje passagem ou que os ruídos estejam ditando todos os impropérios, para cujos quais antenas mentais, aleatoriamente, se voltam no desejo, autômato, de sintonizar os que são desconhecidos;

Dias em que as dores lombares, e as não bem definidas, nada mais são que traduções, uníssonas, das insatisfações, das decepções, em suma, de todas as mazelas em que se está submetido;

Também há sábados, domingos, feriados e dias santos que são facilmente confundidos, porque têm cara de dia útil e laboral;

Existem aqueles faltos de entusiasmo, como se resumisse todas as ausências, e, todas as saudades se revelassem de uma só vez;
Outros em que transtornado se tem os pensamentos, e, assim, o passado se faz presente afastando o futuro, empalidecendo a esperança, desde sempre distante;

Há dias em que se tem fome de doce, como um anseio indefinido de se saciar o improvável, ou simplesmente, como única alternativa para se disfarçar o salobro das lágrimas!

E dias como o de hoje, que se apresentam como exclusividade...
Para o qual o tempo é realmente superior a todo limite fixado arbitrariamente, e as mentiras são, de todo, as verdades mais razoáveis;

Porquanto, são dias em que, a alma se acinzenta e coração se esconde e dói!

Texto agregado el 17-11-2011, y leído por 111 visitantes. (1 voto)


Lectores Opinan
2011-11-18 01:59:06 Bello idioma, me gustaría aprender portugués. panterarosa
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]