La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / CONTIGO, SEMPRE!

 Imprimir  Recomendar
  [C:506658]

Quem já não ouviu dizer que quando for chegado o momento saberemos dizer: Pai, Pai!

E Ele prontamente nos dirá:
- Aqui estou, contigo, sempre!

Como crianças, o que ainda somos em relação a tantas coisas no universo e diante de saberes milenares..., muitas vezes nos deixamos ao pranto e neste estado de ânimo não ouvimos as respostas, não sentimos ou vemos o amparo que em tempo hábil chega a nos socorrer as necessidades.

Usemos as lágrimas como aquele bálsamo que serve para suavizar as dores que nos impede o bem-estar; são elas poderosas no alívio das dores da alma.
Porém, tomemos cuidado para não transformá-las em mercadoria...!

Em regra nem mesmos as dores mais atrozes servem à barganha, por serem medidas eficazes a outros fins, apenas isso não percebemos quando nos sentimos vitimados e somente nas dores nos concentramos as sentindo imensuráveis.

Todavia, nem dores nem tormentos são de modo algum superiores à Força Criadora que sustenta em real equilíbrio o universo e tudo quanto nele existe!

O Homem tem sido privilegiado, é certo que se vê alvo de muitas dores, entretando tem consigo a essência criadora, e a partir Dela tem sido capaz de criar os antídotos para os males da carne.

Enxuguemos às lágrimas e bem digamos ter sido, eu, o escolhido! Certamente rogaríamos, qualquer que fosse a dor para nós se vissemos nosso ente mais querido sendo assolando por ela.

Redirecionemos o nosso olhar, concentrando-nos na mutabilidade das estações climáticas, nos ciclos de algumas vidas - Uma lagarta para chegar à borboleta passa por mutações..., o mineral in natura tem seu valor, contudo, ao ser lapidado se torna vulgar e suprema torna-se sua cotação.

Não nos abandonemos ao pranto, mas, nos entreguemos à Fé; atualmente a própria ciência está se rendendo a Ela, e porque não dizer ao Criador, desembacemos os nossos sentidos e seremos capazes de percebê-Lo em Suas infinitas manifestações!

- Aqui estou, contigo, sempre!

Quanto às pegadas na areia..., já fora dito Eram as minhas, filha.

Texto agregado el 21-09-2012, y leído por 101 visitantes. (0 votos)


Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]