La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / FALANDO COM DEUS II (Série Orações)

 Imprimir  Recomendar
  [C:527039]

Meu Deus!

Se presumidamente verdade é que a àquele que está a minha frente reflete aquilo que não sou capaz de perceber em mim - Que feia está a minha imagem;

Se os sentimentos e defeitos que asseverava serem alheios, nada mais são que atos, efeitos e defeitos meus - Quão maculada se encontra minha alma;

Arregalam-se meus olhos diante de minha própria feição dilatando-se, na mesma escala, meu compreender, num imperativo da Criação.

Chegada é a hora de pedir perdão pelos julgamentos impróprios, que eu tanto observava no outro, onde tudo, era reflexo de minha grave imperfeição moléstia que me destorceu inúmeras vezes o entendimento, e em outras tantas, deixou igualmente enfermiça e soberba minha reflexão - Réu confesso sou.

Não obstante, Deus meu, tende Vós grande compaixão deste carente ser que reconhece além dos lastimáveis equivocos, a Maturidade, luz guia, como capacidade plena que livra o ser da própria mistificação!

Texto agregado el 13-08-2013, y leído por 93 visitantes. (0 votos)


Lectores Opinan
2013-08-13 18:06:26 Se os sentimentos e defeitos que asseverava serem alheios, nada mais são que atos, efeitos e defeitos meus. SO GOOD REFLECTION!!! ... trito
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]