La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / NOVOS RUMOS

 Imprimir  Recomendar
  [C:538880]

Quando eu já não mais acreditava

Surpreendeste-me,

Mesmo eu sendo a última das tuas escolhas!


Quando eu já não mais procurava

Chamaste-me,

Pagando-me igual ao que primeiro escolheste!


Quando me encontrava, emimesmado, sozinho, sem mais me acreditar

Recolheste-me,

Estendeste às mãos, estreitando-me ao peito.


Quando tudo parecia ter chegado ao fim,

Vi-me diante de Tuas auspiciosas promessas,

E chorei!

Sentiste-me as lágrimas

As transformando em indizíveis pendões

das mais belas esperanças a florear novos caminhos.


Refeita a minha razão,

Apresento-me a Tua vinha,

Sou àquele da undécima hora...

Porém, um dos escolhidos.

Acredita-me,

Estou pronto, Traça-me, os meus rumos.


Texto agregado el 16-03-2014, y leído por 91 visitantes. (2 votos)


Lectores Opinan
2014-03-20 04:12:19 Que bonito¡¡¡ lindero
2014-03-16 15:15:45 "sozinho, sem mais me acreditar..." Ninguem é sozinho 100% ****** achachila
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]