La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / Às vezes.

 Imprimir  Recomendar
  [C:551311]

Mesmo depois de tantas promessas, às vezes choro!

Quando então àquelas teimosas lagriminhas tão infantis, voltam a me banhar os sulcos da face que às vezes até eu esqueço que também ela já teve os seus dias áureos e primaveris.

Costumeiramente elas presentes nos momentos mais distintos, porém, hoje em dia algo reprimidas; visto que com o tempo, pouco tempo se tem para chorar...

Mas, quando no amparo do silêncio, onde aí se pode estacionar, retroceder ou avançar, se me extravazão e levam-me às estâncias oníricas.

De regresso, outro instante se faz presente, sobressaliente a vida, diante de mim, e, a também, inseparável rotina e meu fiel espelho, em seu papel de ouvinte!

Encarando-o, e a mim, mais uma tépida e atrevida se apresenta, instintivamente à acaricio com o dorso da mão, algo transformada, rende-se, ela, ao afago indo misturar-se ao etéreo do ambiente.

Sem dessas lagriminhas conseguir me livrar, às vezes chego a pensar que assim como não se esgota o mar, tampouco a cacimba rasa das lagriminhas de alguns seres. Se esse pensar não explica, reconforta.

Em igual constância daquelas, do rascunho mental esta breve oração, agradecendo a fidelidade do silêncio, deixada entre escritos diversos, e, com esta - Novo Acordo...

Mas, se de todo eu não conseguir a promessa cumprir, desculpa- me,
Às vezes a saudade aperta demasiado o coração e em lágrimas se transforma, borrando acordos, não obstante, dando ensejo a reconsiderações...!

Texto agregado el 21-01-2015, y leído por 55 visitantes. (4 votos)


Lectores Opinan
2015-01-21 19:11:50 Sua história lembrou-me um fado antigo que começa assim: "Quizera ser uma lágrima / Para em teu olhar nascer / Deslizar em tua face / Em tua boca morrer..." Sua sensibilidade é tão grande quanto a beleza do que você escreveu. +++++ crazymouse
2015-01-21 14:37:02 Las lagrimas son balsamo para el alma.Bello poema.Un Abrazo. gafer
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]