La Página de los Cuentos
Tu comunidad de cuentos en Internet
[ Ingresa
|
Regístrate ]

Menu
Home
Noticias
Foro
Mesa Azul
Eventos
Enlaces
Temas
Búsqueda

Cuenteros
Locales
Invitados


Inicio / Cuenteros Locales / hibrida / ALMAS AFINS. (PROSA)

 Imprimir  Recomendar
  [C:434229]

Enquanto dois corpos ardem em seus delírios,
O amor suaviza a exaltação dos passionários, sublimando a junção destes corações amantes. Ao tempo que faz chegar os eflúvios do ato, a uma alma -, candidata à nova odisséia, rumo à vida.

Em chegada, com o beneficio do obstáculo do esquecimento, será, doravante, para ela um novo ponto de partida. Vislumbrar-se-á com os encantos das sendas.
Esperançosa volverá a condição de aprendiz, enquanto, a voz da consciência e tendências instintivas, serão seus guias.

Ávida se apaixonará, lançando mão dos instintos provará dos sabores da vida, as sensações experimentadas farão aprender sobre os sentidos -, Por quanto, os instintos são a germinação e os embriões dos sentimentos. Sendo o amor o requinte do sentimento.

Assimilado o sentimento, felizes de estarem juntas, almas afins, procuram-se.
E em sublime encontro de carinho, originado de verdadeira afeição, de alma para alma, destas almas, uníssonas, mais um poema de vida renascerá.

Texto agregado el 03-12-2009, y leído por 117 visitantes. (2 votos)


Lectores Opinan
2010-01-02 02:31:37 assim é, um poema de vida dessas almas....sábias palavras... nocheluz
 
Para escribir comentarios debes ingresar a la Comunidad: Login


[ Privacidad | Términos y Condiciones | Reglamento | Contacto | Equipo | Preguntas Frecuentes | Haz tu aporte! |
]